quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Sobre você!


Sabe, hoje tentei olhar bem dentro de mim, tentei indentificar essa angustia, mas ainda estou na mesma. Sabe, eu queria muito que tu pudesse me ver, não digo me ver propriamente, por que isso tu faz, quero que me vejas, me note, me enxergue. Queria também que eu pudesse saber o que fazer, por que no fundo estou perdida, me acho as vezes, mas sempre em sua companhia...e isso me mata sabe? Tenho medo...muito medo! sei que não devo temer a ti, porque sei que tu me quer bem...também te quero...mas não igual, ou é, já nem sei...
Sabe, hoje vivo em uma briga idiota e sem sentido comigo mesma, enquanto uma parte de mim quer te querer sem receio, a outra parte me prende, tem medo... só por não saber o que tu quer, o que tu sente. Sabe, as vezes me perco em pensamentos, em sonhos loucos, me prendo a uma fantasia do que poderia ser... me prendo na possibiladade de "nós", e sabe, seria tão bom... já nem sei se minto pra ti ou pra mim quando digo que que te gosto apenas, e que isso basta...porque sei que isso já não me basta a muito. Não te espero nada, não é assim que acontece, EU que sinto, não te preocupa porque não espero nada, ou melhor eu espero, mas meu receio me impede de cobrar, então tudo fica na mesma, e isso que me mata, isso de não saber de você, de não ter certeza nunca, de não poder me permitir ter esperanças, só por medo... de tentar? Talvez!
Na verdade, tudo que sei é que sinto...e sinto forte mesmo, porque de alguma forma aqui dentro negar isso pra mim não me impede mais de sorrir a cada vez que te vejo, ou a falar tolices numa mera conversa casual, o que é isso? Nem eu mesma sei...Mas é forte sabe?...

domingo, 6 de novembro de 2011

Por terceiros


Autenticidade pra mim sempre foi tudo, talvez não tudo, mas muito importante, entende né? sempre achei que eu podia desabafar, cuspir mesmo tudo o que sentia nessas poucas linhas que escrevo, mas as vezes nos faltam palavras, sei lá, nos falta a capacidade de formar sílabas, palavras e as frases...estas são as vezes impossíveis. Admiro a capacidade de expressão de algumas pessoas, e acredito que certos textos sobrevivem as gerações e marcam de alguma forma cada pessoa que os lêm... fui marcada amigo, de tal forma a perder minhas próprias palavras, hoje cá estou sem  saber o que falar do que sinto.
Mas sei ainda exautar-me diante de verdades que me são atiradas na cara por certos gênios que definitivamente venero, e tudo isso que vos digo, nada mais é pra disfarçar a minha falta de tato pra falar da minha realidade, dos meus sentimentos de hoje, e assim mesmo que quis fugir dessas palavras tão problematicas, fiz o maravilhoso favor de esbarrar com  uma das únicas pessoas que podiam esfrega-las na minha cara, ei-lo então: 
"Que te dizer? Que te amo, que te esperarei um dia na rodoviária, num aeroporto, que te acredito, que consegues mexer dentro-dentro de mim? É tão pouco. Não te preocupa. O que acontece é sempre natural - se a gente tiver que se encontrar, aqui ou na China, a gente se encontra. Penso em você principalmente como minha possibilidade de paz - a única que pintou até agora, “nesta minha vida de retinas fatigadas”. E te espero. E te curto todos os dias. E te gosto. Muito."
                  
                            ( Caio Fernando Abreu)


Em boa companhia...


Sabe aqueles momentos de felexão constantes em tua vida, em que a única conclusão que tu chegas é que não chegou em conclusão alguma? É... vivo hoje momentos assim, buscar respostas sobre algo que é a verdadeira constante da dúvida não é nada facil, explicar o que se sente sem ao menos saber que raios de sentimento é esse é um verdadeiro martirio. Estou cheia de relembrar momentos, de seguir a risca tudo o que for o certo a fazer... Queria poder dar a louca e dizer olhando nos teus olhos o que acontece quando te vejo sorrir, no entanto como tudo mais nessa história tudo que posso ter são projessões de um futuro distante, tá ai...queria poder viver o hoje sem ter que me preocupar com o futuro ou me assombrar com os velhos fantasmas do passado, queria ser feliz hoje, te ver hoje...só por ver mesmo, só pela companhia, só por saber que é possivel sim. 
Queria desatar os muitos nós que dei em meus sentientos, marcar meus passos com migalhas de pão na tentativa louca de não mais me perder...mas o pão seca e o vento leva, os passaros comem e se vão, e eu? continuo perdita dentro de mim, continuo a esperar soluções, emoções, motivações...continuo a esperar por ti tambem, de alguma forma sempre foi isso que fiz...esperei! E hoje, perdida como estou já nem sei os porquês de tudo isso, só que de algum forma estou só, a não ser pelos fantasmas, eles sim bebem pela companhia, e independem do sabor amargo da bebida.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Em livros e músicas....


Lembra? daquele dia em que você me fez sorrir, mesmo quando eu tinha muitos motivos pra chorar?...Claro que não lembra, como podiria se nunca te disse nada disso. Mas você me fez sorrir, você me vez acreditar em coisas que sempre julguei impossiveis, me fez rever meus conceitos de certo e errado, me deu motivos pra simplismente esperar... com você eu vi os minutos e as horas dos dias chatos passarem sem que eu me desse conta do tempo, em tua companhia findei as tristezas e colori um novo sonho pra nós dois...
Lembra? de todas as vezes que meu coração parou e no instante seguinte disparou a cada sorriso teu? Claro que não... Só eu senti isso, não estava preparada para o inesperado, você pode achar clichê mas é real, tantas vezes eu sonhei com o inesperado, tantas vezes eu me vi perdidas em pensamentos, em sonhos distantes onde um dia eu seria surpreendida. Cada instante com você sinto que pode sim valer a pena... pode sim dá certo... É tão simples falar de sentimentos, transmitir em linhas o que tanto já quis gritar para os quatro ventos. Colher as pétalas de um sentimento que não se sabe ao certo qual é pode ser um risco, mas pode ser amor... e naquele momento(que ainda não aconteceu) o amor era um risco, mas que valia a pena correr...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Retorno...


Um dia tu me perguntaste porque eu estava tão diferente? desseste pra mim que perdi a docura, meu otimismo... E naquele momento calei-me diante das verdade em tuas palavras, era impossivel negar que deixei de sorrir por todos os motivos, deixei de acreditar em frases bonitas, finais felizes, deixei de acreditar no amor. Por um bom tempo fiquei a espera de tuas palavras... Aquelas mesma, que nunca vinham, e no exato momento em me dei conta do absurdo da minha realidade, neguei não as tuas, mas sim as minhas palavras. Não mudei a ponto de esquecer quem sou, não deixei de lado a esperança de ser feliz e muito menos desaprendi amar.
Porque a cada espera minha, a cada palavra tua, a cada receio meu, a cada promeça tua... sinto tudo o que um dia jurei ter esquecido. Se subentendo as vezes não é pra te afastar, é que ainda me reservo no direito de preservar meus sentimentos, se me prendo em demostrações de afeto é porque tenho medo da impossibilidade obvia disso um dia dá certo. Mais ainda assim eu sinto... mesmo querendo não sentir, inevitável não vagar em pensamentos, me imaginar ao teu lado, impossivel não escapar um sorriso, impossivel não pensar em amor. Hoje sei que pode ser , quem sabe...inevitável não me prender a essa esperança, minha única certeza é que estou nessa sozinha...erro meu, bobeira minha, ilusões que pertencem só a mim, mas que já não posso negar tudo. Não esperar nada em troca seria o senssato...mas ainda sim espero, quem não espera?... Hoje volto a falar de amor, escrever de amor, talvez não por você e nem por mim mesma...mas por reencontra-lo em algum instante quando pensava em você...na promeça do nós.

sábado, 17 de setembro de 2011

Além do que se sente

Estar longe de tudo aquilo que conhece e mais que isso, longe de todas as pessoas que ama, do lugar que conhece como a palma da mão, pode não ser tão ruim como parece não que deixar tudo isso pra trás seja fácil ou que a saudade não esmague o peito às vezes... É só que quando tudo parece errado, fora do lugar, quando tu te deparas com uma realidade nova, quando o desconhecido é tudo que tens pra te assombrar, qualquer coisa... Qualquer coisa mesmo que te faça lembrar os momentos felizes, ou apenas uma palavra de incentivo ou conforto, te faz extremante feliz.
A mera possibilidade do acaso, um rosto conhecido em meio a uma cidade inteira de estranhos, a lua abençoando o céu noturno, simplesmente causam em ti o efeito salvador de um sorriso. Vendo um lado bom no que antes parecia uma visão em três D de um dia ruim, é a prova de que tu cresceste e de alguma forma está te tornou uma pessoa melhor, e mesmo aprendendo a deixar transparecer os sentimentos, tu se tornaste uma pessoa mais forte, porque mesmo que a vontade que tu tenhas seja chorar, tu aprendeste a sorrir. Não que tudo sejam flores, mas sim... Porque não fazer do terreno baldio um canteiro de esperanças, de promessas, de muitas razões pra sorrir...
Nessa vida o que importa não é necessariamente o que se tem ou o que se é, mas sim o que se pode conseguir ou o que pode vir a ser. Não importa o quanto alguém te diga o que é o certo a fazer, que te mostre o meio mais fácil, é preciso que tu mesmo corra teus próprios riscos, que tu mesmo se ponha a prova, que descubra tua própria maneira de viver, a final, cada um vive por si mesmo e só tu sabes o que é preciso para ser feliz. 

domingo, 11 de setembro de 2011

Do outro lado da rua...


Pequenas mudanças podem representar grandes transformações, essa é uma verdade universal capaz de motivar qualquer pessoa, nunca fui uma amante de psicologia barata, e nunca levei ao pé da letra dizeres populares e frases feitas, mas reconheço que algumas se aplicam perfeitamente a determinadas situações. Às vezes uma pequena mudança te provoca um sentimento novo, uma sensação de liberdade, de vida... Ter vontade de sair, conhecer pessoas novas, ir a lugares que ainda não foi... Provar sabores ainda desconhecidos de sorvete, se perder em ruas pequenas, subir a escada de descer e descer a escada de subir, correr mais uma vez na areia de pés descalços, fazer uma tatoo de rena com os dizeres: carpe die,  pular na cama elástica do parque infantil, beijar na chuva, ver o Cristo de peto, ir em um show do Nando Reis, me formar e ter um bom emprego, largar tudo em um dia de estresse e ir acampar na serra.
É... exagerei eu sei, mas se começo a pensar nas coisas que sempre tive vontade de fazer e ainda não fiz, não consigo parar... Coisas simples, algumas nem tanto, coisas fáceis, outras não muito, algumas tolas (não para mim) outras que exigem esforço e determinação, mas onde eu comecei isso tudo mesmo?...Ah sim, lembrei! Mudanças! Mudanças que impulsionam uma vontade louca de viver, de fazer tudo àquilo que tem vontade e que por alguma razão ainda não fez, é tão bom quando assim, do nada mesmo você se enxerga a mesma garota que era a um tempo atrás, que vivia sonhando, mas sonhava que vivia, mas que vivia tudo o que lhe era possível, isso é complicado eu sei, mas tem coisas que não são ditas para serem compreendidas, elas simplesmente são ditas...As pessoas, elas entendem se forem capazes.
Tanta falação (falação por falta de palavra adequada) sem sentido, você deve estar se perguntando o porquê disso tudo? Na verdade não há uma razão, um motivo, uma causa, ou tantos sinônimos quanto tu possa encontrar, na verdade a sensação de liberdade não pode ser expressa em palavras, escritas menos ainda... Sentir-se bem é o mais importante, e me alto contradizendo, lembrei-me de uma frase que aprendi ao chegar aqui, frase feita? Não sei dizer, mas é algo que não faz nenhum sentido, mas se tu entendeu o que quis dizer até aqui com esse texto tosco, mas sincero, vai fazer pra ti todo sentido do mundo, eis então: E no fim, o que vale é o que importa...

sábado, 3 de setembro de 2011

Antagonizando o relógio



O tempo não perdoa e o relógio não para de girar, por mais que tu queira eu isso aconteça, ou se fores realmente honesto consigo mesmo vai perceber que tudo que tu poderia querer é que o relógio desse algumas voltas no sentido ante horário. Se teu tempo fosse medido não em horas, minutos ou segundos, mas sim em risadas, choros, abraços, correrias, tapas de leve, bicos, fotos zuadas, momentos de descontração, tu ia querer que esse relógio andasse mesmo pra trás.
Porem, (sempre tem que ter um porem), isso é inevitável, um momento, por mais importante e feliz que ele tenha sido nunca será vivido duas vezes, não seria a mesma coisa, não teria a mesma graça, o mesmo sabor de diversão, melhor mesmo que sejam assim, uma vez só, porem, e aqui está o porem mas uma vez, esses momentos te acompanham pra sempre mesmo que as pessoas que viveram ele contigo já não estejam presentes em tua vida. O teu relógio vai continuar mantando as horas, os minutos e os segundos de cada dia teu, o tempo é irreversível...

Tu podia ao menos projetar teu tempo para o futuro, num mundo de escassez, evitar o desperdício é fundamental, então pense em tudo que tu viveu, e viva tudo novo de novo, não vai ser a mesma coisa, POREM isso não significa que não possa ser infinitamente melhor.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Sob estrelas


Há noites, em que ao olhar para o céu você se depara com com brilho infinito de cada estrela.
Algumas noites são tão gélidas e escuras que por mais que tente, tu nunca vai poder enxergar uma única estrela se quer. Por mais que busque ver a beleza, teus olhos só poderão ver escuridão, nem sempre tu verás a vida com bons olhos, ou vai sorrir pelos meros motivos banais...
Nem por isso tu tem que deixar buscar a beleza, não importa o quão escuro a paisagem te pareça, ou se as folhas e tudo mais que deveriam estar verdes, hoje te parecem secas. Deves apenas sentir... não importa que digam que as flores murcham ao teu toque, apenas não desista de colhe-las.
As estrelas, elas sempre estarão no céu mesmo que por um momento não sejas capaz de vê-las, e quanto a escuridão...apenas abra seus olhos e permita-se ver a luz. Nada é tão ruim que não possa melhorar e virce versa, no fim, é nisso que consiste a graça de estar vivo, mesmices só te fariam desistir mais fácil. Então para de reclamar, porque ninguém vai te ouvir hoje.

Esse tal silêncio


Mais uma vez, o silêncio diz tudo que tu não quer ouvir, e nem adianta tapar os ouvidos...esse é o problema do silêncio, ele sempre te invade, de alguma forma ele sussurra dentro de ti aquilo que tu recusas aceitar, por quê?...quem sabe?? só escuta, mesmo sem querer aquilo que a muito tempo vem negando dentro e fora de ti. Recusar, dizer não, fazer barulho...nada impede com que ele te roube o sossego e no lugar deixe mais uma interrogação, dessa vez a ideia é que tu reflita mesmo, pese tudo que se passou...resultado? TUDO PODIA TER SIDO DIFERENTE.
Culpar alguém? não! Não há culpados nessa história e tu sabe disso, sabes também que remoer o passado nunca fez ninguém enxergar o futuro sobre uma perspectiva coerente, isso claro, se tu não for viver de história. Então o melhor mesmo é ouvir o silêncio, um sábio sempre sabe o que diz, mesmo que algumas verdades sejam sopradas dentro de ti mesmo.

sábado, 13 de agosto de 2011

Só por pensar...


É... O que se pode fazer quando a cabeça não se opões mais ao coração? Pagar pra ver? porque no fim tu sempre faz o que é mais seguro, sufoca o sentimento e espera que dessa vez não machuque muito, pra que a cicatriz não deforme tanto o coração. No fim das contas, o que te sobra além da solidão?

Ao som de velhas canções...


É engraçado quando se escuta alguém dizendo que queria trocar de lugar com você , principalmente, quando tu olha pro lado e ver que o quarto ainda estar bagunçado, e os livros ainda estão abertos em cima da cama. Enquanto tu poderia tá dando rumo a vida, tá ainda assim, com o velho pijama azul e as meias coloridas pra escapar do frio.
Ruídos no quarto, só mesmo o mídia play do computador, que insisti em repetir a velha canção, e assim tu pensa em tudo, ou nada, quem é pode saber? Se nem ao menos tu sabes onde queria estar, ao menos não mais. Piano bar é tudo que te resta pra fazer companhia, o que mais poderia querer? Ouvir essa música me faz lembrar as verdadeiras razões para eu estar aqui hoje, ainda acredito que são válidas, sensatas, afinal, são razões, e é o que me basta.
Taí,  eu deveria parar de me bastar tão facilmente, deveria bater pé, birra mesmo, fazer o que realmente quero ao menos uma vez, algumas coisas, aceito fácil demais, sempre pra agradar os outros, mesmo que eu não esteja satisfeita com nada. Escrever essas linhas me fizeram pensar ainda, em como solitária estou, não digo de gente, pessoas comigo, mas sim de emoção, de motivação, essa é a palavra...motivação, apenas um impulso pra levantar da cama e encarar a vida lá fora.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O tempo


O tempo, hoje parecia estar correndo, e eu, parada, me vi presa em pensamentos absurdos, forcei-me a manter a seriedade, mesmo quando  meu sorriso travesso insistia em ficar a vista, e pensei mais uma vez no tempo...Será mesmo que o passado foi a tanto tempo assim ou que o futuro está tão longe? Estou sempre presa no agora, na vã tentativa de que “o segundo seguinte” venha libertar, mas de repente ele também se transforma no agora.
Gostaria de aproveitar plenamente cada pedaço de vida, cada fração de tempo, no entanto, o vejo escapar de mim. Pediria a Deus apenas um pouco mais de tempo... Simplesmente para viver mais. Diria todas as letras que formam as tão simples palavras que não disse, daria os muitos abraços que contive, e terminaria as batalhas que recuei.
Apenas um pouco mais de vida... E saberia que ainda poderia dizer um “EU TE AMO” mesmo que meu tempo, ou o seu tempo acabace.

sábado, 6 de agosto de 2011

A menina


E ela cadê? Deve estar mais uma vez no quarto, onde passa a hora, os minutos e segundos a repousar. Pode ter saído, sei lá, ver o mundo que geralmente não ver... Pessoas que gostaria de conhecer, apenas viver... E ela? Gosta de sentir... O que? Apenas sente a brisa no rosto, que agita o cabelo, arrepia a pele.
Ela que  sabe o que quer, só não sabe o que... Que se diz corajosa, mas teme a você, e sabe por que né? Pobre menina teme amar, sem razão, sem penar, apenas se deixa guiar pelo medo, tão incerto. Um dia verás a pobre menina chorar, o que fará? Secar teu pranto? Ela o teme, já disse o porque ...O ama calada, não sabe dizer, talvez, medo de amar, de sofrer!
Então sua vez, o que dirás pra menina? Sei que a ama, e quer protege-la, ela saiu, pra onde? Não sei. Saiu, segui, partiu, talvez esperou, por tempo demais, se cansou  e se foi...por onde ela estará? Dependes de ti, buscar a menina, e dizer o que sente.


terça-feira, 2 de agosto de 2011

Espelho vazio


Quando, assim do nada você, não conseguir se reconhecer no espelho, ou não encontrar as palavras que possam te descrever hoje, procure pensar em nada, em nada mesmo, apenas olhe em frente, em direção ao grande vazio que tua janela possa estar mostrando. Aquele vazio pode ser reflexo do que tu trazes dentro de ti, e tudo que podes querer naquele momento, é que alguém te diga aquilo que tu não sabe que te possa dá as respostas que tu não tem.
Não é fácil reconhecer a si mesma no espelho da vida, no reflexo do tempo, ou na imagem do eu absoluto, já me vi de tantas formas, me fiz de tantos jeitos, caras, sorrisos, e poses, já estive por tantos lugares e não fui a lugar algum, postei meus medos e sonhos, na vã tentativa de ser ouvida, lida apenas ser parte de algo maior. Fui poeta, não de versos e rimas, mas de cada sentimento meu, e ainda assim no final de tudo, não vi sentido algum no espelho.
Sigo em frente, parando a cada dia em frente a mesma janela, do meu quarto mesmo, onde tantas vezes olhei a cidade estranha, e o que eu via? Apenas o mesmo vazio.


quarta-feira, 27 de julho de 2011

Siga sem regras


O que fazer quando de repente nos deparamos com uma sensação até antes estranha a nós? O que fazer, quando do nada um frio na barriga te surpreende? O que fazer quando um simples toque de mãos te assusta imensamente? Na verdade não há muito que fazer, a não ser deixar que as coisas aconteçam. É estranho quando a vida te surpreende com tais coisas, se de repente tu começas a pensar que tá pirando, que isso é coisa de tua cabeça, talvez esteja na hora de parar e refletir um pouco... Estamos o tempo todo nos negando as sensações, os próprios sentimentos, e nos rejeitando a chance de sermos surpreendidos, se julgamos impossível confundir sentimentos, é porque de alguma forma já nos demos conta de que somos sim capazes de viver uma coisa diferente, nova mesmo, que fujam aos teus próprios padrões, as tuas próprias regras, regras que tu já nem sabe por que impôs a te mesma e muito menos aos teus sentimentos que não tem obrigação alguma de se manipular pra se adequar as tuas maluquices.

Se estar junto foi legal, se as risadas foram sinceras, e a emoção te tocou, então liberte-se dos receios e deixe que a vida te guie pelas próprias regras ao menos uma vez, o que pode de pior te acontecer e aprender uma daquelas lições que te será lembrada para sempre e que permitirás que na próxima vez você não seja tão tola e se arrisque antes que o pudor te impeça de ser feliz por alguns preciosos instantes.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Teoria dos jogos


Parece brincadeira do destino quando as vezes tudo dá errado mesmo depois de tanto esforço, será mesmo uma peça que o destino te pregou? acredita mesmo nisso? será mesmo que cada passo que damos já está antecipadamente programado? que nada mais somos que maionetes nas mãos de Deus? Não mesmo!

Cada ser humano trás consigo a responsabilidade se fazer o próprio destino, se tu derrepente espera que Deus te diga exatamente o deves fazer ou que caminhos tu vai trilhar, está perdido, cara. Nesse jogo as regras já estão feitas e tu joga sozinho, a sorte lança os dados e tu deve andar de acordo com os números, derrepende o jogo muda de fase e tu deve escolher o teu caminho...e agora? a escolha é tua!game over! morreu no jogo ou bateu teu próprio recorde?
  Tá vendo ? tu faz teu destino...Deus te deu muitas opções, cabe  ti escolher a que quiser, e esperar para que sejam as melhores.Acumule pontos extras com ele, no fim do jogo eles podem te garantir mais uma vida.

Aonde estar você agora??


Sempre me julguei acima de sentimentos que considerava tolos, me blindei de algo que por esperência própria, sabia que causava dor e te roubava lágrimas. Me fiz só, por medo de estar acompanhada, reclamei da estupidez da entrega, quando no fundo, fui uma estúpida por não me entregar ao sentimento.A cada pontada de solidão que me atingia, fingi que era saudade de casa, todas as vezes que olhei pela janela e imaginei um lugar diferente onde quiz estar tantas vezes...combati cada uma dessas idéias, dizendo a mim mesma que não adiantava fugir da realidade.

Sempre esperei por alguem que nem ao menos sei se existe...lembrei ao meu coração que amigos e família era tudo que bastava, e a minha cabeça que não havia tempo para distrações...há até que ponto me iludí? será mesmo que essa pessoa não existe? e que sempre que pensava que um dia alguem desperteria em mim a coragem que sempre precisei para me libertar dos meus medos, alguem que despertaria em mim a capacidade de amar sem medo do que viria depois, no fim não existe?...mas no fim do dia eu sempre estou só mais uma vez, e de novo penso porque disse não tantas vezes, porque nunca me permití...porque no fundo mesmo sem te conhecer ainda...sinto sua falta.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Pessoas e lugares =/


Estamos sempre nos perguntando qual é o nosso lugar?Onde seremos aceitos?Seremos aceitos? Isso já não importa, principalmente quando tudo o que tu tem na cabeça é vontade de estar sempre perto de quem te importa, afinal o que faz o lugar não é a geografia e muito menos o tamanho e sim as pessoas que você poderá encontrar por lá, ou por aqui...isso já nem importa tanto assim, alias nada tem muita importância quando tu decide simplesmente se deixar levar pelos momentos que tu vive com as pessoas e não com o lugar...e se o que realmente é importante pra ti for todas as risadas, as piadas sem graça, as resenhas, e as palavras amigas então tu sabe que estar no lugar certo, e principalmente com as pessoas certas, pessoas estas que eram tudo que tu mais queria ver, poder star perto...então no fim tu pega todo esse texto e deleta da tua cabeça porque ele já se contradisse tantas vezes que ate perdeu o sentido, mas guarde a seguinte informação: nada mas importa quando se estar com pessoas que tu gosta, que te fazem bem...o resto é história.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Ainda há tempo



Tudo aquilo que tu já viveste até aqui, todas as coisas que tu  aprendeu parecem nesse momento terem perdido todo o significado que tinham, parecem não ter mais a mesma importância. Foram tantos os momentos, tantas experiências novas, mas nesse momento tu quer que tudo isso se dane porque nem sempre as coisas são do jeito que tu quer, como tu planejou, esperou, e quando isso  acontece, resta a ti não entrar em desespero, não perder a cabeça porque se não vai da merda, tu sabe que vai!

Mesmo quando cada fibra do teu corpo quer fugir, desaparecer, quer se livrar desse fardo enorme que é a responsabilidade, tu não pode desistir, e tu não desiste. Se tudo mais na tua vida não der certo paciência, o que te resta é seguir tentando, para que no fim tua consciência possa descansar tranqüila, para quando tu estiver olhando pra ti mesma, tu possa dizer que fez teu melhor, e que não foi por covardia que tu não conseguiu, aliás, quem ti disse que não vais conseguir?? Se tu tá aqui hoje é porque já teve que abrir mão de coisas muito mais importantes, ja passou por coisas infinitamente mais difíceis, e tu tá aqui não é?
Então, simplesmente sorria e continue tentando..porque porra, isso ainda não acabou!!!


quinta-feira, 9 de junho de 2011

Aos passos..."um caminho"


A inconstância da vida muitas vezes te surpreende, derrepente você esta longe de tudo que conhece, de quem tu conhece, da tua própria historia.Derrepente a vida te confronta! dois caminhos...e como sempre tu escolhe o mais difícil, mais doloroso, mais sacrificante...mas que tu escolhe porque mesmo sabendo que é o caminho mais longo, tu pode ver que no final alguma coisa maior te espera.
E tu vai...com o coração na mão e lágrimas nos olhos, tu segue em frente! quem tu ama...quem te ama?? ficou pra trás...e assim tu descobre que tuas lágrimas são diretamente proporcionais
a distância que essas pessoas estão. Tu só sabe que deve seguir teu caminho...aquele que tu escolheu.E tu continua andando, tentando, lutando, esbarrando, desviando, chorando ou cantando...TU NÃO DESISTE TÃO FÁCIL!
E quando teus pés se cansam, se ferem,  tu ignora a dor porque ainda tem muito que andar...muita estrada pela frente...e quando a única coisa que te enfraquece te pertuba...tu deixas que ela escorra de ti pelos teus olhos...e continua a andar...

segunda-feira, 6 de junho de 2011

sonhos pra ti !


Ao passar toda a tua vida sonhando, as vezes tu esquece de VIVER a realidade, e quando se dá conta tua vida já escorregou pelas tuas mãos como se fosse água, daí  tudo que ela faz é deixar tuas mãos molhadas na esperança que o vento possam secá-las. Nada te agrada, nada te basta, porque tudo que tu quer é acordar da realidade e dormir eternamente no sonho.
Se isso é ruim?? claro que não !!!serias muito mais feliz se fizesse da tua realidade um lindo sonho...se pudesse realizar teus desejos e ser quem sempre quis ser ou quem sempre foi em um mundo aparte...só teu...como seria bom, se tuas fantasias fossem reais, mas calma....elas não são?? Claro que sim...pra ti ! se outras pessoas compartilhassem delas isso não seria um sonho, seria utopia, que nada mais é que um sonho....dãnnn, lógico neh...mais difícil talvez...meio impossível talvez...mas ainda um sonho, porque se tu parar pra refletir, as pessoas não levantam todos os dias para encarar a realidade, elas levantam para desejar que hoje,finalmente hoje...seus sonhos virem realidade.
O que eu quero?? aquilo que tu quer....apenas sonhar!!!

domingo, 29 de maio de 2011

Coisas na cabeça




É... Sabe quando tua cabeça ta cheia de “coisas”, verdadeiras tralhas antigas, que tu já deveria ter jogado fora há muito tempo? “Coisas”, que tu acabaste de pensar, algumas até legais, mas tu não te atreves apor pra fora?É... Às vezes acontece!E o que tu faz? Tu deixas passar, deixas com que elas vão embora com a mesma rapidez que vieram.
Tu não devias ter vergonha de tuas idéias!Ao contrario, tu devias considerar cada uma dos teus desejos, tuas loucuras, tuas alucinações. Manifestar cada e qualquer uma besteira que possa surgir na tua cabeça! E o que nos impede? O velho receio de que possam nos chamar de ridículos. Mas uma vez deixamos de fazer nossas vontades por causa das opiniões de outras pessoas. E assim cada uma das idéias loucas que tu tiveste um dia ou que tu ainda possas ter não se acumulando e algum lugar dentro de ti, te fazendo passar o resto de tua vida te perguntando como seria trasvasá-las?
A resposta a essa questão é muito simples...tu teria simplesmente vivido!

domingo, 15 de maio de 2011

Ao medo



Ao despertar hoje, me surpreendi com uma vontade louca que me levou a te falar tudo aquilo que calei por anos. Cansei-me de ti, da tua companhia, cansei de viver minha vida segundo tuas regras, a partir de agora sigo sem ti.
Por anos, fui submissa aos teus mandos, fui escrava de tua vontade, prisioneira de teus caprichos. Calei-me em momentos onde tudo exigia meu grito. Forcei-me a reprimir cada um dos meus desejos em teu nome, contentei-me com pouco porque você disse que o muito não valia à pena. Deixei de me levar pelo som, porque me recusastes a dança. Quantas vezes chorei sozinha, porque não me permitistes companhia.Quantas vezes me retair-me devido a severidade de teu olhar julgador.
Deixei de ir... De cantar... De falar... De sentir... Única e exclusivamente por tua causa. Matei em mim sentimentos, porque você disseque era o certo a fazer... Mas o certo se fez errado... E por isso tantas vezes recusei-me  afazer a coisa pela qual existo... Viver!Tantas  vezes deixai de rir, de abraçar, deixar-me levar.
Isso agora terá fim, recuso-me a te ter ao meu lado, assumo então meu comando, minha vontade, meu próprio eu. Vou seguir meus sonhos mais loucos, meus desejos mais profundos...  Vou sorrir...
Resta-me dizer as palavras derradeiras que dirijo a ti... Adeus medo!

domingo, 8 de maio de 2011

Era uma vez uma canção



Naquele espelho, já não vejo, mas quem eu sou já não escrevo em diários, tudo ficou para trás. Então desesperadamente eu busco encontrar a mim mesma e tenho medo, muito medo por não saber onde essa busca me levará. Minha garganta permanece calada, mesmo com vontade de gritar.
E finalmente grito... No exato momento em que o meu mundo desabou aos meus pés. Se tudo o que eu fiz nunca foi em vão, porque então, apesar de toda essa multidão que me cerca me sinto tão só?E assim eu recordo da garota que um dia eu fui... Dos sonhos que já não tenho, dos momentos felizes que ficaram no passado.
Então eu penso sobre o que outras pessoas pensam de mim... De tudo o que eu aprendi ao longo dos anos e percebo que não dou a mínima para o que as pessoas acham, porque a realidade veio a mim, e finalmente percebi que sou apenas mais uma garota frágil, que descobriu que o importante da vida é simplesmente viver... Que ao olhar para o lado sempre verei meus amigos aqui, que a eles eu devo a esperança de viver que há em mim, entendo que há coisas que o tempo jamais apagará. E então... Mais uma vez diante do espelho, eu vejo que dentro de mim mesma, eu ainda trago tudo o que vivi ao lado de pessoas que sempre amarei.

 ddc as únicas pessoas que compreenderão a razão desse texto

sábado, 7 de maio de 2011

Musiquinha chata


Que tal tu parar de tentar tirar aquela musiquinha chata da tua cabeça, e simplismente começar a cantar até que tu esqueça de uma vez? Tem coisas na vida como essa, que simplismente só passam se te permitires estravazar...outras músicas nem assim conseguem sair de ti, elas te marcam, deixam em ti impressões dos teus próprios sentimentos, traduzem aquelas palavras...sabe? aquelas palavras que tu aguardou? pois é, elas são ditas por alguns caras que insistem em falar de coisas que tu tem medo...mas elas estão lá! nos teus arquivos, nos cds, e até nas rádios...daí quando tu escuta, na hora,sem pedir licença um sorriso aparece, ou então uma lágrima, vai depender do que tu vai lembrar quando ouvir....
Canções podem ser muito mais do que partituras, do que mera melodia, ou uma letra legal...você escuta uma vez e do nada pronto...ela gruda na tua cabeça e o jeito então é cantar!e daí que tu não nem tem uma voz legal? dane-se! apenas cante! e deixe que em cada nota, um instante de felicidade viva em ti...

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Palavras guardadas


Se eu pudesse transmitir através de palavras tudo aquilo que um dia eu deixei de dizer... Não caberia em um simples texto como este, como eu pude então,  ser tão ingênua a ponto de achar que tais coisas caberiam em mim? É demais querer que tudo se perca na profundidade da minha confusão, que os momentos de raiva, de rancor, sejam simplesmente deixados de lado na esperança de serem desintegrados, ou então que os momentos de felicidade e de todas as frases de amor caladas pela prudência, todos os abraços que poderia ter pedido, os sorrisos que apaguei do rosto por medo de parecer boba... Tudo isso deixei pra trás na vã tentativa de parecer mais forte, de me ver acima de sentimentos que julguei tolos, e nunca, em momento algum me toquei que em todo esse tempo a tola fui eu. Emudeci minhas palavras mesmo quando elas queriam gritar, fui um ditador de mim mesma quando meu comunismo precisava de toda a minha revoltada manifestação de idéias. Busquei milhões de justificativas para a minha omissão hoje percebo que nada mais fui do que uma fraca apesar de tudo que fiz para parecer mais forte. Hoje falo para mim mesma o que um dia não tive coragem de falar para quem deveria ouvir.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Liberte-se


Sentimentos podem ser reciprocos ou não...quem se importa?se parássemos pra sentir de forma incondicional, se parássemos para nos librertar dos nossos medos, receios e dúvidas, talves pudessemos ser muitos mais felizes, pudessemos viver de forma mais solta, pudessemos nos libertar desses correntes de moral que nos prende a padrões.Se por acaso um dia  nos deparássemos com um sentimento novo e totalmente assustador poderiamos então nos permitir...sem medo, a curiosidade falaria mais alto,deixariamos nos levar pelo impulso sem ao menos pensar onde iriámos parar, porquê no fim isso não mudaria o fato de que você se jogou em uma aventura sem se importar com as consequências, e quer saber?? ela pode muito bem valer a pena!
Se apenas uma vez na vida fossemos capazes de fazer aquilo que queremos sem nos preocupar com o que as pessoas vão pensar talvez encontrássemos a fórmula mágica do sorriso.Estaríamos prontos para ser finalmente livres e nos entregar de vez a maior de todas as aventuras...Viver sem reservas!

domingo, 1 de maio de 2011

Em meio as lágrimas...



Como seria bom, se quando tua saudade, tua dor, teu desespero, não coubece mais no peito, pudesse escorrer pelos teus olhos, através de cada lágrima que tu derramares.Ao enxugar estas lágrimas, que bom seria se enxugastes também tuas angústias, teus medos...teu sofrer...para quando lembrares de momentos passados, não precisares molhar tuas fotografias, tuas cartas...tuas lembranças com teu choro, para que possas apenas sorrír.Seria tão bom tão infinitamente bom, se quando recordares de tudo que já vivestes, teu peito não se oprimisse, tua garganta não se fechasse e teus olhos não mais embaçasse, se ao pensar em alguem que amas, apenas pudesse te alegrar por ter conhecido pessoas tão incríveis.
Mas querer não é poder!por mais que tentes, tu choraras quando a saudade for mais forte, quando olhares para o lado e não vires alguem contigo, quando tiveres que falar q não ter quem te escute, quando sentir-se só e não ter quem te abraçe.E vai dor...como vai doer quando parares para pensar e te perguntastes o que etarão fazendo eles agora?o que mais perderei por estar tão longe?
Então,mas uma lágrima caírá dos teus olhos!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Refletindo...


Mais um dia que se passa, mais um longo dia que se vai, e eu? eu continuo só, digo, não completamente só, mas com as minhas canções,meus sonhos , medos, esperanças, choros e rizos.Continuo a refletir sobre sobre a vida e sobre as pessoas, continuo sendo a mesma pessoa mesquinha e egoísta de sempre que passa os dias presa na mesma redoma dos meus próprios conflitos.Eu paro e o mundo anda...ele sempre anda...não espera nada ou ninguem, não  espera que pessoas realizem seus sonhos, alcance seus objetivos para enfim continuar suas vidas de onde elas pararam...a vida não para...nós não deveriamos parar.Deveríamos ser capazes de acompanhar a vida em seu rítimo complexo e inevitável, de poder enxergar muito além dos nossos próprios sofrimentos, deveríamos estender a  mão para qualquer pessoa que precise de apoio para levantar.
Deveríamos fazer muitas coisas que fazemos questão de ignorar, e você , que nesse momento deixa a vida passar por um intante lendo esse post, deve se perguntar o que eu quero dizer com tudo isso, afinal o rumo da mensagem mudou completamente... quer saber? tudo que eu quero é que você se dê conta de que não adianta girarmos em torno das mesmas coisas e esperar que a vida nos espere, porque ela não espera!você tambem não deveria esperar! Um conselho?... apenas viva!!!

terça-feira, 26 de abril de 2011

DesabafoOo


As vezes quando tudo o mais em tua vida parece dar errado, fecha teus olhos e faça uma prece...porque chega um momento na vida que o único disposto a te ouvir é Deus...as outras pessoas o maximo que farão é deixar que você fale enquento elas fingem que te escuta.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

A espera de dias melhores...

Sabe aqueles dias que tu acorda e nada parece dar muito certo? pois é acontece as vezes...
o importante é tu nunca dersistir de acordar, porque depois que tu acorda e sai para a vida tudo pode acontecer. Teu dia pode ser uma merda, onde nada que tu faça vai ta certo, o que os outos falam não te agrada, e tu olha para o lado e percebe que está só,mesmo com uma sala cheia de gente do teu lado, mas tu tá só...
Toda a tua calma parece que  evapora, tua contuda te prende ,mas tu quer que ela se dane, o impulso de sair gritando é quase incontrolável...quase...porque no fundo chorar quetinha no teu canto é a única coisa que vc ainda tem direito...ainda...
Respira fundo, fecha teus olhos, e te acalma, porque se desesperar nunca foi a solução pra nada....lembra de todas as pessoas que estão contando com tua força, força que na verdade tu não tem certeza se tem, mas que não importa porque estão contando com isso.É por eles que tu tá aki e só eles merecem o teu esforço... então te esforça mais! porque amanhã é outro dia etudo pode ser diferente...

domingo, 24 de abril de 2011

Apenhas mais um sonhador!

...Sonhadores abrem mão de momentos presentes,para lembrar dos passados, embusca de momentos que sejam infinitamente melhores do que todos os já vividos!...


ddc as pessoas que assim como eu precisam de algo que as façam continuar tentando...

?+?= vida de todos nós


A única certeza que temos é que estamos vivos, mas será que realmente estamos vivendo?O que fazemos com o nosso tempo?se o tempo que temos é tão pouco, por que então somos tão estúpidos e o desperdiçamos de modo tão tosco?porque damos mais importancia a opnião das pessoa do que a nossa própria felicidade?por que ao inves de sorrí para uma criançam a ignoramos completamente? por que temos que nos impor limites, quendo na verdade somos livres para nos arriscar?
Por que temos tanto receio de demonstrar nossos sentimentos , quano na verdade tudo o que queremos é sentir abertamente?Por que tomamos partido de causas  grandiosas quando não nos importamos comos pequenos problemas sociais?Por que perdemos tempo nos perguntando o tempo todo,quando poderíamos correr atrásdas respostas?
.... porque nem sempre as respostas nos agradaria...porque no fundo o ser humano sebe que as dúvidas são as emgrenagens que movem o mundo.As interrogações em nossas vidas nada mais são que um lembrete de Deus, nos mostrando que somos falhos, que não sabemos de tudo, que existem verdades muito além da nossa compreenção.

Mais uma de amor...

Que palavra é essa que inspira tantas pessoas a falarem e seus sentimentos? faz com que muitas vezes assumam riscos em nome de algo que nem ao menos tem certeza...Não sei o que é o amor!
Não entendo como as pessoas mudam suas vidas derrepente em nome de um sentimeno tão incerto, que na maioria das vezes termina com um brinde coletivo de tristeza e dor.Não sei o que é o amor!
Queria entender o leva os enamorados se dizerem capazes de qualquer coisa em nome do amor.
Quero enteder o porquê de algumas pessoas se tornaren absurdamente cegas, iludidas e bobas,a ponto de não ter noção da realidade.....
 NÃO SEI O QUE É O AMOR!
...mas nem por isso deixo de querer ser mais uma entre tantas bobas, cegas e iludidas.Quero saber exatamente como é está acometida pelos sintomas desse mal .Quero poder sentir... sem medo nenhum de parecer piegas...fazer cara de idiota...ser uma idiota por estar amando....quero saber o que é amor!

















sábado, 23 de abril de 2011

Ao despertar...

As vezes tu abre os olhos e te depara com uma manhã cinzenta...o frio te tinge como uma navalha, o sono te persegue e tenta de arrastar pra o memso topor da noite anterior...você resiste, e levanta...levanta para uma rotina absurdamente estúpida e maçante....e sabe o que é mais estúpido? que tu fez tudo pata está aqui hoje,e mesmo quando cada fibra do teu corpo quer gritar de desespero...quer chorar sozinha em um quarto escuro...você não consegue se arrepender.
Aí tu para e pensa!por que tudo tem  que ser tão difícil?por que uma única vez na vida as coisas não acontecem como tu gostaria?
           ....Resposta amigo...
Ninguem te disse que seria facil! entãoengole esse choro...cala teus gritos...resiste ao teu sono e desperta para a realidade que com certeza não é a desejada, mas é a única que tu tem.